COMO FORNECER FEEDBACK ASSERTIVO E AUMENTAR A MOTIVAÇÃO DA EQUIPE

 

 

 

Mário Sérgio Cortella, filósofo e comentarista da rádio CBN, afirmou, em uma das entrevistas,  que

escutar uma crítica não é fácil, porém, não ouvi-la pode ser mais difícil e comprometedor do futuro bem sucedido. Na reportagem, ele continua a comentar que a ideia do 'não quero saber' é denunciante de uma incapacidade de acolher a crítica e que pela busca da "blindagem", as pessoas que mais merecem o feedback, geralmente, não toleram recebê-lo. Constatando que pode ser grande a resistência das pessoas em receber feedback e que cabe ao líder saber utilizar as melhores técnicas de feedback visando melhoria da performance do time de trabalho.

 

 

Diante desse cenário, como fornecer um feedback assertivo e aumentar a motivação da equipe?

 

A revista VOCÊ/SA também afirma que as pessoas bem sucedidas sabem valorizar o feedback que recebem dos superiores ou mesmo dos colegas, conseguindo aprender com elas e utilizando-as em proveito próprio. Essas pessoas até mesmo buscam o feedback, pois reconhecem a necessidade e importância das críticas como maneira de aprimoramento de desempenho e de relacionamentos. Tanto a capacidade em receber feedback como a de criticar construtivamente é fundamental não apenas no ambiente de trabalho, como também nos âmbitos pessoais e familiares. Essa habilidade denota maturidade, flexibilidade e foco no aprimoramento contínuo que se agregam ao sucesso profissional e à harmonia das relações sociais.

 

Quais as diferenças dos gestores que praticam o feedback para os que não praticam?

 

Saber fornecer feedback é uma habilidade significativa para um líder. Sendo um diferencial para ele conseguir direcionar e influenciar as pessoas no sentido do objetivo almejado. Nenhum Gerente é capaz de atingir as metas e o sucesso se não conseguir a convergência da equipe para as necessidades da empresa. Tal tarefa somente é possível com uma equipe engajada e motivada e isso se torna realidade por meio do feedback bem fornecido, seguindo técnicas que foram comprovadas como eficazes e que contribuem para o sucesso do estilo de liderança. A ausência ou má condução do feedback, certamente, levará ao fracasso das ações da liderança.

 

O processo de avaliação de desempenho bem implantado é fundamental para os diferenciais competitivos da empresa, bem como as demais práticas da Gestão de Pessoas, Recrutamento e  Seleção e os outros subsistemas de Recursos Humanos.

 

 

Confira os benefícios da estruturação do processo de Recursos Humanos para sua empresa.

 

Qual objetivo do feedback?

 

São vários objetivos de um feedback, mas o principal deles é fornecer informação específica sobre determinado desempenho.

Se a performance do funcionário ficou acima do esperado há necessidade em incentivá-lo e reafirmá-lo. Mas se ficou abaixo do esperado o indicado é redirecionar ao padrão desejado.

 

 

Como fornecer feedback assertivo e aumentar a motivação da equipe?

 

1º - Analisar a situação

Nessa 1ª etapa há necessidade de uma análise objetiva e minuciosa da situação e classificá-la como desejada ou como inadequada para o contexto. Essa análise precisa ser isenta de pré-conceitos, de julgamentos ou de pessoalidade.

 

2º - Alinhar os objetivos esperados

Confirmar qual era o objetivo a ser alcançado e como a situação influenciou positivamente ou negativamente para a finalidade que precisava ser alcançada.

 

3º Ajustar a receptividade

Conforme informado no começo do artigo, a maioria das pessoas não são receptivas e cabe ao gestor a responsabilidade da "quebra da resistência" inicial que é inerente ao começo do processo de feedback.

 

4º Ambiente Propício

Cuidar para que não haja interrupções, visando que a compressão seja completa e também verificar se o gestor está em condições harmônicas, psicológicas e físicas.

 

5º Comunicar efetivamente

Clareza e objetividade são fundamentais no momento inicial da conversa.

 

6º Descrever o comportamento a ser modificado

Fornecer detalhes do comportamento. Nesse momento não há espaço para adjetivos.

 

7º Descrever o comportamento desejado

Fornecer detalhes sobre qual seria o comportamento ideal e esperado para determinada situação.

 

8º Buscar solução em conjunto

Fornecer espaço para que a pessoa seja criativa na busca de soluções. Finalizar o feedback, colocando-se à disposição para ajudar e contribuir para o crescimento e desenvolvimento junto a equipe.

 

 

Separamos mais dois artigos interessantes sobre os demais processos de RH: 

Como realizar entrevista por competência

Saúde mental no trabalho e o papel do RH

 

Confira mais dicas para se destacar como profissional de RH

 

Palestras motivacionais para empresas também contribuem com o aprimoramento contínuo do time de trabalho. Clique no link para saber mais sobre palestras

 

Esperamos que as dicas ajudem você fornecer feedback assertivo e aumentar a motivação da equipe.

 

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

 

Grande Abraço,

 

Ana Carolina Martins

Psicóloga Organizacional

Gente e Gestão RH

(31) 2531-0297

www.genteegestaorh.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

Cargos e Salários: Como implantar e a importância dele para sua empresa